Tendências

A tendência dos corsets

Febre no TikTok com a trend que tem como trilha musical “Haus of Holbein”, os corsets voltaram a ser um item de moda com diferentes simbologias

Reprodução/Pinterest

Basta abrir o Instagram para se deparar com muitos looks fashionistas que incluem o corset como item protagonista dos visuais. A peça que existe desde o século 15 foi utilizada desde o início do feudalismo, período da Idade Média onde as diferenciações de gênero no ato de se vestir começaram a ficar mais evidentes.

Leia também: As principais tendências do Outono/Inverno 2021.

Corset o que é

Reprodução/Pinterest

Sempre usado como símbolo de feminilidade por demarcar a cintura e colocar os seios em evidência, o corset teve seu apogeu durante o período vitoriano (de 1837 a 1901) e era feito de barbatana de baleia, cheio de ilhoses e amarrações, usado junto às anquinhas. Nas épocas anteriores ao século 20, acreditava-se que os desmaios constantes entre as mulheres era por conta dos seus pulmões serem menores que os dos homens, porém, foi constatado que a falta de ar era por conta dos apertadíssimos espartilhos, que sufocavam e eram prejudiciais à saúde.

Combine com:

Além disso, os modelos mais justos de corset eram considerados uma roupa da elite, já que as mulheres de classes mais baixas precisavam de mais conforto para trabalhar, dentro do possível, para exercerem suas funções com mais mobilidade. Fora os simbolismos práticos, os espartilhos também eram uma espécie de “armadura” a fim de proteger a moralidade feminina: uma proteção física e abstrata, que na verdade tinha raízes que visavam, mais uma vez, o domínio sobre o corpo feminino.

Foram quatro os principais motivos que causaram a abolição do uso do corset: primeiro e mais importante, o movimento sufragista, depois, a popularização dos exercícios físicos e do uso da bicicleta, o avanço dos estudos sobre a anatomia humana: os mitos foram sendo, aos poucos, desmistificados, e por fim, o advento da Primeira Guerra Mundial, onde a falta de matéria-prima para fabricar a peça causou sua extinção.

Corsets como item de moda

Reprodução/Pinterest

Se pararmos para analisar a linha do tempo, veremos que foi Madonna e Jean Paul Gaultier que tornaram o corset uma peça de moda, carregada de simbolismos e fetichismos durante a icônica e inesquecível turnê “Blond Ambition” na década de 1990. Neste momento, podemos perceber a mudança que a peça teve no imaginário das pessoas, já que Madonna sempre exalou uma imagem feminista, independente e livre sexualmente, desprendida de padrões e indo totalmente na contra-mão de comportamentos conservadores e moralistas.

O uso de corsets em plenos anos 2020

Reprodução/Pinterest

Para algumas, os corsets ainda remetem à opressão e podem ser relacionados à ditadura da magreza, que mesmo diante de movimentos como o “body positive” ainda exerce um grande domínio sobre os corpos femininos e obedece aos padrões da sociedade, enquanto para outras, os espartilhos significam empoderamento e consciência, pois quem o usa hoje em dia, sabe que é por opção, não por obrigação – e que com ou sem a peça, ainda somos oprimidas de diversas formas. Além disso, hoje em dia seu uso é democrático e aparece em todos os biotipos, sendo um poderoso aliado aos looks que contém informação de moda e autenticidade.

Corset para tight lacing

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Neste caso o corset tem uma espécie de finalidade “utilitária”, já que é utilizada uma peça estruturada, que serve para ser usada por longos períodos, com a finalidade de diminuir a cintura. Quando a técnica é usada com “responsabilidade”, suas adeptas passam por avaliações médicas, para que a prática não se torne prejudicial à saúde.

Há quem defenda o tight lacing, há quem condene, e nós achamos que a questão é bastante subjetiva.

Como usar corset

Com diferentes formatos, a verdade é que os corsets são extremamente imponentes e pegam para si todo o protagonismo dos looks, e mesmo diante de todo esse poder, são versáteis: você pode inseri-los em contextos mais básicos, como com jeans e t-shirt branca, ou em looks mais elaborados e modernos. Além disso, ele também aparece em formas híbridas, fazendo parte de blusas que carregam um ar gótico e/ou vitoriano.

Confira agora algumas inspirações para trazer não somente a peça em si para as composições, mas toda a história e simbologia que os espartilhos têm:

Básica

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Que tal inserir o item da vez aos looks casuais combinando o corset com calça jeans? Seja com camiseta ou camisa, prefira que a peça de baixo seja lisa e sobreponha o modelo “waist cincher”, que é o menor de todos os tipos de corset, caracterizado por acomodar a região abdominal, para acinturar e trazer informação de moda ao composé. Como a parte de cima estará mais justa, use uma calça de modelagem mais ampla, como a mom, pantalona ou a wide leg jeans, inserindo um toque casual e despojado ao look.

Combine com:

Nos pés, uma mule de salto quadrado ou uma sandália de tiras e salto plataforma complementa o visual com conforto e feminilidade. No caso de preferir calçados sem salto, opte por um loafer preto de couro ou um tênis mais casual e delicado (deixe os mais robustos e esportivos para outra ocasião).

Complemente e finalize a produção com uma bolsa de design arrojado e com materiais diferentes e naturais, como a palha ou a ráfia, criando um hi-lo interessante e atual.

Clássica

Reprodução/Pinterest

Combine com:

As clássicas não são muito adeptas às tendências, pois preferem um visual mais tradicional e, de certa forma, conservador, mas inserir peças ou acessórios modernos trazem um frescor interessante às composições. Usar o corset com camisa vai manter as linhas retas e a silhueta mais estruturada dos looks.

Combine com:

Combine o modelo “waist cincher” por cima de uma camisa branca ajustada ao corpo ou levemente oversized, e combine a dupla com uma calça de alfaiataria. Se preferir algo mais ousado, aposte em usar o corset por cima de um blazer fechado.

Esportiva

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Se falássemos há alguns anos em usar espartilhos em visuais de nuance esportiva, acharíamos algo um tanto quanto estranho e distante, mas hoje em dia o item fashion pode figurar visuais transitando entre estilos com extrema facilidade e adaptabilidade. O importante mesmo é ter consciência sobre seu estilo e seus gostos, para exalar atitude e segurança.

Combine com:

Use um corset preto sozinho, como peça principal, com texturas, transparências ou detalhes que tragam uma superfície interessante à peça e combine-o com uma calça reta de moletom e uma terceira peça também em moletom, mesclando a imponência do espartilho com o toque despreocupado e cool das peças do estilo esportivo. Finalize com tênis robustos e acessórios chunky, como argolas ou colares de correntaria.

Moderna

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Para visuais modernos e dramáticos, aposte em combinações de cores com alto contraste, principalmente no preto e branco, e em modelagens com volumes inflados ou recortes assimétricos. Escolha seu modelo preferido de corset para usar por cima da blusa de mangas longas e bufantes, com os ombros em evidência. Na parte de baixo, uma calça de alfaiataria também em tecido estruturado e com detalhes de pregas harmoniza bem com a proposta moderna.

Combine com:

Complemente o composé com acessórios marcantes, como braceletes de metal e óculos de sol arrojados em formas mais retas e angulosas. Nos pés, sandálias de tiras mais grossas em couro e salto quadrado ou botas, junto a bolsas em formas arrojadas e com mix de materiais finalizam o look.

Leia também: 5 ideias de looks estilosos para usar durante o inverno.

Romântica

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Para inserir os espartilhos aos visuais românticos, mescle toda a imponência e força da peça com a delicadeza de tecidos translúcidos, mangas bufantes e opte por detalhes mais sensuais como as rendas e os tules, ou por modelagens características do estilo, como as com gola, franzidos e pregas.

Combine com:

Se você é uma romântica moderna e com um quê fashionista, invista em usar o corset com saia, com a parte de cima combinando com a de baixo, formando um conjuntinho delicado e de aroma retrô, sobrepondo o look com o item da vez. Para complementar, use uma tiara de cabelo lisa ou com pedrarias bordadas e uma bolsa pequena de mão. Nos pés, uma sandália delicada de tiras finas ou um loafer com salto quadrado finalizam o visual com autenticidade.

Sexy

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Para unir o característico toque sexy do espartilho a uma estética mais moderna, invista em usar o corset com vestido. A parte de baixo pode ser uma camisa branca oversized alongada e a sobreposição podem ser os modelos mais tradicionais de corset, como o underbust ou o overbust, porém, os modelos com faixas de couro e fivelas que mesclam a peça da vez com a estética fetichista do harness deixam tudo ainda mais interessante, sensual e cheio de atitude e autenticidade.

Combine com:

Use acessórios robustos e dourados para complementar o look e finalize com uma bota over the knee.

Criativa

Reprodução/Pinterest

Combine com:

Uma maneira de aderir aos corsets dentro do estilo criativo, que é excêntrico por natureza e extremamente expressivo, é apostar em peças que carregam a estrutura e estética do item, como vestidos com amarrações e ilhoses, em contextos mais coloridos e vibrantes. Blusas estampadas e com mangas bufantes também são uma ótima opção.

Combine com:

Deixe a austeridade da estrutura do corset contrastar com o tom mais divertido e despretensioso das cores, estampas e formas arrojadas do estilo criativo.

Corset onde comprar

Se você está procurando um corset para chamar de seu, conheça os modelos disponíveis no buscador do Paraíso Feminino e aproveite a versatilidade do item para deixar qualquer look mais poderoso e cheio de personalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *