Dicas de moda

Sustentabilidade

Pequenas atitudes que fazem a diferença

Na busca por um estilo de vida ideal, desejamos o equilíbrio entre as nossas ações com a realidade que nos cerca. Além do tripé ambiental, econômico e social a sustentabilidade entra em pauta levantando questões essenciais que almejam um futuro melhor para todos. É sobre a nossa conexão com o mundo que nos cerca, então continue conosco neste E-trends especial para conferir nosso panorama sobre uma real sustentabilidade e sua relação com a moda e consumo.

ORIGEM

A sustentabilidade, palavra em voga atualmente, nasceu há muitos anos. O termo e o conceito surgiram em 1972 na Suécia , durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Humano. Ganhando força no Brasil somente 20 anos depois, na Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, assuntos como o impacto ambiental e soluções entraram em pauta, no intuito de promover um lugar melhor para as futuras gerações. Hoje ser sustentável já não é uma opção, mas uma questão de sobrevivência . 

Com isso surge a responsabilidade social nas empresas, que passaram a entender que o consumidor millennial tem consciência e busca sentir-se representado nas marcas que consome. O que nos leva à uma importante questão: no meio de tanta complexidade, e tantos discursos, como de fato ser sustentável e contribuir para um consumo mais consciente? Qual é o equilíbrio entre ter um consumo inteligente e saudável, fazendo parte do mercado e da sociedade em que vivemos? 

Somos impactados e induzidos a adotar um comportamento que não condiz com nosso estilo e muitas vezes com nossa essência. O real conceito de moda se perdeu no meio de tanta marketização, e somos influenciados a seguir determinados padrões para pertencer a um determinado grupo. A moda é ferramenta de autoconhecimento e descoberta que permite a expressão da nossa identidade através das roupas! Como já dizia Cristiane Mesquita, “A roupa só ganha um significado quando alguém se identifica com o conceito que ela representa”. Mas o que isso tem haver com a sustentabilidade?

SUSTENTABILIDADE PRÁTICA

“Ok, mas como eu posso de uma maneira prática me tornar um ser humano mais consciente?” Algumas atitudes já são bem conhecidas por nós, tendo em vista que são incentivadas de diversas maneiras no nosso cotidiano. Mas algumas vão além, tratam das relações pessoais, do autoconhecimento, e da busca por um impacto real e eficiente não só na moda como no mundo. Confira! 

1. Você é livre para fazer as compras que desejar e onde desejar. O segredo é ter consciência de fazer uso com sabedoria, equilibrando atitudes diárias, contribuindo para uma sociedade harmônica. 

2. Experimente fazer um detox no seu guarda roupa periodicamente. Separe as peças que não são usadas e entregue à doação (jamais jogue-as no lixo), separe o que precisa de conserto. Torne seu guarda-roupa mais limpo, arejado e funcional. 

3. Cuide de si mesmo. Mantenha em dia seus cuidados não só de beleza, mas como do corpo e da mente. Quando cuidamos do nosso bem estar estamos nos tornando mais dispostos a contribuir com a nossa própria natureza e com a que nos rodeia. 

4. Tenha sempre à mão uma ecobag cheia de estilo para carregar suas compras e evitar o uso de sacolinhas plásticas. Ajudar o meio ambiente é lindo e nunca sai de moda. 

5. Seja gentil, consigo mesmo e com todos à sua volta. Não adianta nada trocar o carro pela bicicleta, por exemplo, se você sai impaciente na rua e se desentende no trânsito. A empatia e a gentileza são a base para um ser humano mais consciente. 

6. Experimente diminuir os resíduos de lixo que você produz. Carregue na bolsa um copo plástico próprio e outros itens como canudos portáteis e reutilizáveis. Parece uma tarefa difícil, mas com o tempo torna-se um hábito repensar o lixo que produzimos diariamente sem necessidade.

7. Contribua com o meio ambiente e à sociedade de todas as formas que puder. Ninguém consegue sozinho salvar o mundo, mas cada um pode fazer parte da mudança do ambiente. 

8. Não tenha receio em fazer parte do meio econômico. O dinheiro não é inimigo de ninguém, a sua relação com ele é que precisa ser saudável. Encontre esse equilíbrio para viver com bem-estar. 

9. Ame o que você faz, ame as pessoas ao seu redor e o mundo que lhe cerca. Com amor não há como falhar, as suas atitudes serão sempre as melhores se vierem acompanhada desse sentimento tão especial. 

10. Economize tempo, combustível e dinheiro fazendo suas compras online. Nosso buscador promove todas essas economias, além de te dar dicas de moda que você não encontra em nenhum outro lugar.

CLOSET FUNCIONAL E BRECHÓS

É simples adquirir atitudes sustentáveis em nosso cotidiano. Além dos hábitos corriqueiros, busque uma nova forma de consumo e de usar aquilo que já possui. Seu armário precisa conter peças que realmente façam sentido para o seu estilo pessoal e que se adequem a sua rotina diária. 

Investa em itens neutros e coringas que podem ser facilmente coordenados entre si, criando inúmeros looks diferentes. O blazer, a calça de alfaiataria, o vestido tubinho e a saia lápis são exemplos de peças atemporais que nunca saem de moda. A sandália de salto e a bolsa básica e sofisticada em tons neutros são opções que valem a pena o investimento. 

Ganhando cada vez mais espaço e visibilidade, os brechós e desapegos deixaram de lado a antiga ideia de roupas datadas e com energia pesada. A proposta é inserir peças de segunda mão e criar novas histórias com novas pessoas. São ótimas alternativa para equilibrar o consumo de moda, mesclando a aquisição de peças novas que seguem as tendências, com itens vintage, que trazem o toque pessoal, e não geram ainda mais lixo ao planeta.

7 MARCAS PARA VOCÊ SE APAIXONAR

A macrotendência invadiu o cenário internacional, mas não precisamos ir tão longe para garantir uma peça sustentável. Inúmeras marcas nacionais também trazem essas referências e estão mudando a sua forma de produção 

1. Stella Mccartney A grife inglesa oferece aos seus clientes modelos confeccionados com a técnica zero west (desperdício zero), que não deixa resíduos no mundo. Ainda utiliza o algodão orgânico e outras ferramentas que a fazem ser uma das precursoras neste segmento. 

2. Flavia Aranha Uma das pioneiras no ramo do tingimento botânico e natural, resultando em estampas únicas. Além da etiqueta ser vegana e utilizar apenas tecidos naturais em suas confecções. A escolha certa para adquirir peças confortáveis, duráveis e que não agridem o planeta. 

3. Ahlma O projeto independente de André Carvalhal, autor do livro “Moda com propósito”. A marca jovem e alternativa com um toque fashion 100% , é voltada à moda consciente, com mão de obra feminina e tecidos recuperados. Unindo-se à Reserva, a grife reaproveita os tecidos jeans de coleções passadas criando peças alternativas e cheias de estilo. 

4. Osklen Uma das primeiras etiquetas brasileiras a se apropriar do conceito sustentável, a Osklen – marca carioca – foi pioneira na produção de t-shirts em algodão orgânico. Além disso, hoje em dia a marca já reciclou mais de 1 milhão de garrafas pet para produção de suas peças. 

5. Tie Moda Sustentável Nascida em Belo Horizonte, produz moda com o mínimo de impacto ambiental e com os diferenciais: uso de algodão orgânico e multifuncionalidade. Com uma equipe transparente e tão simpática que parece até amiga do cliente, a Tiê Moda Sustentável é a opção perfeita para quando você quiser investir em estilo, qualidade e cuidado com o meio ambiente. 

7. Recrie Upcycle A jovem marca possui o intuito de pensar em maneiras criativas, contribuindo para um planeta saudável e melhor para as futuras gerações. “A maioria dos resíduos têxteis descartados (que aliás podem demorar até 400 anos para se decompor), são reutilizados e transformados em designs únicos, contemporâneos que expressam ideologia/estilo de vida de quem a possui”, conta Júlia Pereira, uma das fundadoras da marca.

A IMPORTÂNCIA DO EQUILÍBRIO

Fazemos parte de um todo, e nossas atitudes têm causa e efeito. Por isso é mais que necessário buscar o equilíbrio no modo de pensar, agir e consumir. Como ferramenta de autoconhecimento, a moda é responsável por revelar revelar nossa identidade e viabilizar a estética com que iremos nos apresentar à sociedade.

E mesmo inseridos num contexto capitalista, onde o apelo pelo consumo desenfreado é disseminado, é possível encontrar a constância entre o ser e ter, de maneira lúcida e eficaz. Buscar novos horizontes e dar oportunidade ao novo é a regra de ouro.

A proposta é refletir sobre os nossos hábitos e suas consequências, abrir os olhos para o futuro e ver que a realidade pede pelo equilíbrio. A transformação começa com pequenas atitudes, e quando somadas proporcionam grandes mudanças.

Amou esta matéria? Sua opinião é muito importante para nós. Fale sobre qual assunto ou tendência que você gostaria de ver e fique ligada! 

Em colaboração com Lucas MachadoJúlia Pereira e Rebeca Chaves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *